Atriz brasileira é barrada em hotel na Califórnia por conta de roupa e reclama

 



                        Ao viajar, você já se sentiu constrangido (a) ou foi barrado (a) em algum lugar ou passeio por conta de sua roupa?

                        É angustiante, não é mesmo?

                Muita gente já passou por alguma situação parecida, até uma atriz famosa aqui do Brasil. Ela foi almoçar na companhia de umas amigas na Califórnia, nos Estados Unidos e acabou impedida de entrar no local por um funcionário. 

                Quem é?

                Três dicas...

                Ela se separou recentemente, já viveu uma cantora baiana e uma sereia na TV. 


Imagem: Reprodução Instagram


                    Isis Valverde, reclamou em seu Instagram, por ter sido barrada em um restaurante nos Estados Unidos, o motivo? A artista estava usando uma calça jeans larga e rasgada (imagem acima).
                    Segundo a brasileira, o funcionário do restaurante do 'Beverly Hills Hotel', em Los Angeles, teria sido grosseiro ao bloquear sua entrada no local. 

                
    "Ele queria que eu usasse jeans apertado, porque sou mulher e não posso usar jeans largo. Estou chocada. Não acreditei", disse a bela em seu depoimento na rede social.  
Ainda de acordo com Isis, ao chegar no restaurante, o funcionário a olhou e logo a impediu. "Cheguei no restaurante, eu e minhas amigas, o cara olhou nossa roupa e falou que a gente não podia entrar, porque estava de jeans largo e que meu jeans estava rasgado"
                    A brasileira frissou sobre a grosseria do atendente. "Foi super grosseiro, a gente, morrendo de fome acabou de chegar de viagem, foi horrível, me senti péssima". Valverde marcou o perfil do hotel no Instagram, mas eles não se pronunciaram. 

Segue abaixo um trecho do desabafo feito pela atriz brasileira. 

Imagem reprodução Instagram



Mas a restrição é correta?


                    De acordo com o código de defesa do consumidor, os clientes não poderiam ser impedidos de ingressar no recinto. Os locais não podem discriminar ou distinguir pessoas que estão no ambiente. 
                    O código diz que a recusa é considerada prática abusiva. Caso o cliente ou hóspede seja barrado (a) é configurado prática imoral e ilegal de abuso contra o cidadão. 
                    Mas sabemos que não é bem assim, então esse é um assunto para uma nova publicação. 

Fonte: ASD Advogados

Comentários

Que tal um pijaminha para viajar, da grife do ex-BBB Tiago Abravanel

¿Quieres viajar, bucear o comprar un paseo?

Vai viajar para outro país? Contrate o seguro viagem da Allianz Travel com cobertura para Covid-19

Vai viajar para outro país? Contrate o seguro viagem da Allianz Travel com cobertura para Covid-19
Viagens dentro e fora do país, procure a Allianz. Faça aqui mesmo no blog pelo link

Postagens mais visitadas